Portes Grátis de encomendas superiores a 50€
  • Vinho Tinto 2013

Vinho Tinto 2013

10,00 €  

Inspirado na forma tradicional de fazer vinho, o Quinta das Carrafouchas resulta do trabalho apaixonado das suas gentes, pela terra e pela arte de tratar o vinho e a vinha. Licenciada desde 1932, só a partir de 1954 é que começou a produzir vinho branco o qual era vendido a granel. Após a implantação de novas variedades de cepas e remodelação da forma de condução da vinha é no presente a vinha privada mais próxima do centro de Lisboa. Optou-se pelas castas lusas: Tinta Roriz, Touriga Nacional e Arinto que são, quando necessário, regados com a mais pura água de mina. Para optimização da qualidade, a vindima é feita de forma manual e depositada em caixas de 20 kg, a fim de garantir o correcto transporte até à adega. Este vinho nasce de um conceito de máxima qualidade e é por isso que só verá a luz do dia nos anos em que todos os factores assim o permitam.

Casta Tinta Roriz

é conhecida como Tinta Roriz no norte de Portugal (Dão e Douro) e como Aragonez, ou Aragonês, no sul (Alentejo e Ribatejo) ou ainda como Abundante na Região de Lisboa.
É uma casta ibérica utilizada nos dois países sendo que em Espanha é conhecida principalmente por Tempranillo, mas também por Cencibel em La Mancha, Ull de Llebre na Catalunha, Tinta de Toro em Toro, Tinta del Pais e Tinto Fino em Ribera del Duero e Tinta de Madrid nas vinhas da capital espanhola
Esta enorme dispersão geográfica fica a dever-se a ser uma casta muito vigorosa e produtiva, que se adapta facilmente a diferentes climas e solos, apesar de com resultados diferentes.
A origem do seu nome Aragonez (ou Aragonês) está relacionada com a origem: aquele que é de Aragão. Por outro lado a designação espanhola mais comum, o Tempranillo, oriunda da região de Rioja está associada a ser uma casta muito precoce (ou temporã - em espanhol temprana)
Não é uma casta fácil, mas que costuma dar produções de qualidade em anos difíceis. Por tendencialmente ter baixa acidez é normalmente utilizada como casta de lote, para dar equilíbrio aos vinhos. Há até quem diga que mostra o seu melhor quando utilizada assim.

 

Casta Touriga Nacional 

é a casta portuguesa mais conhecida e elogiada, a grande casta tinta lusitana. É o “ex-libris” da viticultura portuguesa. Uma casta nobre que nas mais diversas condições, solos e climas, deixa sempre a sua marca, produzindo vinhos inconfundíveis com grande qualidade e forte personalidade. 
As suas virtudes nem sempre foram reconhecidas. Até 1980, a Touriga Nacional foi injustiçada porque a sua produção é pequena. Originária do Dão, a sua área de vinhas foi diminuindo, até que o mercado mudou e passou a exigir vinhos de qualidade e não de quantidade.
Foi então que a Touriga Nacional começou a ser plantada novamente no Dão, se espalhou para o Douro e depois para o Sul. Hoje está presente em todas as regiões demarcadas de Portugal e já é plantada também em outros países.
Os cachos são pequenos, mediamente compactos, os bagos também são pequenos, arredondados e de cor negra-azul. A produção é de apenas 1 a 1,5 Kg por cepa.
A Touriga Nacional produz ótimos vinhos varietais, e beneficia qualquer lote em que entra. É uma casta generosa, nobre e delicada.Como tudo o que é fino e elegante, precisa ser tratada com cuidados especiais. O vinho de Touriga Nacional impressiona pela cor intensa e pelos aromas florais com predominância para violeta, frutos silvestres maduros e resinosos lembrando esteva, uma planta muito comum no Douro. Na boca os taninos são poderosos e robustos, mas ao mesmo tempo delicados, finos e elegantes. Com todas estas qualidades, os vinhos com Touriga Nacional não poderiam deixar de ter um grande potencial de evolução na garrafa.

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas 

VINHO: Tinto 

REGIÃO: Estremadura 

CLASSIFICAÇÃO: Regional 

CLIMA: Atlântico  

SOLO: Arenoso. 

CASTA: Touriga Nacional (50%) + Aragonês (50%). 

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após quatro dias de maceração a frio, fermentaram em lagares de inox a 26ºC durante 6 dias. Finda a fermentação malolática, 50% estagiou 6 meses em barricas de carvalho francês e Americano usados. 

ENGARRAFAMENTO: Agosto de 2014

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13,5% 

ACIDEZ TOTAL: 5,0 g/l 

pH: 3,8 

AÇUCARES REDUTORES: 2,0 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.